TokuTalk #10 | Ultraman Z!

TokuTalk #10 | Ultraman Z!

Ano passado foi lançada a segunda série da era Reiwa de Ultraman, que veio com tudo e foi um dos melhores tokusatsus em 2020, conhecida como Ultraman Z!, uma série escrita por Kouta Fukihara, que infelizmente faleceu no início da série. Todavia, ele tinha deixado alguns episódios prontos, sendo um deles o último episódio. O diretor principal da série, Kyotaka Taguchi, assumiu o comando da série de onde Fukihara tinha parado.

A história da série começa com Ultraman Z e seu mestre, Ultraman Zero, perseguindo o Kaiju Genegarg, um tubarão espacial que roubou as Ultra Medals, um item criado pelos cientistas de M-78, em especial, Ultraman Hikari. Um imprevisto ocorre na perseguição dos dois Ultras a Genegarg, e Zero fica para trás, enquanto Z continua seguindo o Kaiju até a terra. Como é de costume da franquia, em Z também existem as equipes de contenção de Kaijus. A STORAGE é uma equipe mais evoluída, tendo em mãos alguns mechas clássicos da franquia, como Sevenger e Widow, e trazendo uma nova versão de um antigo mecha inimigo, King Joe, só que dessa vez sendo utilizado pelos mocinhos.

Óbvio que os Mechas não foram as únicas coisas das séries antigas que apareceram em Z, algumas caras bem conhecidas apareceram ao decorrer da série também. O personagem que mais se destacou foi Jugglus Juggler (“vilão” de Ultraman Orb), que utiliza a identidade de Shota Hebikura, vulgo capitão da STORAGE; Riku Asakura, conhecido como Ultraman Geed, é um dos Ultras que aparecem em Z. O jovem Ultra ficou conhecido na galáxia por ter derrotado seu pai, Ultraman Belial, e aparece em grandes momentos em alguns episódios de Z, também ganhando uma forma nova na série; uma grande aparição ocorreu no episódio 19, com a aparição de Ultraman Ace, padrinho de Z, e um ultra que não aparecia em alguma série/especial da franquia fazia muito tempo.

O episódio teve uma das melhores cenas e diálogos da série, sendo Ace dizendo o porque de ter dado esse nome para Z; e é claro, um Ultraman precisa de um hospedeiro, e em Z não é diferente. Natsukawa Haruki, além de ser protagonista e hospedeiro de Z, é um dos pilotos dos mechas da STORAGE. Haruki também pratica karatê, e isso dá uma certa vantagem nas lutas como Ultraman, por saber sobre combate corpo-a-corpo. Alguns integrantes da STORAGE tem destaque, sendo eles os parceiros de Haruki e Juggler: Yuka Ohta, ela é a cientista fascinada em Kaijus da equipe. Pode-se dizer que ela é a estrategista da STORAGE, por ela ter sido a mente principal no plano de Geed e Z para derrotar o Kaiju Gilvalis; Yoko Nakashima é uma das pilotos dos mechas da equipe, e principal parceira de Haruki. Yoko é um dos principais motivos da evolução de Haruki ao decorrer da série, dando conselhos para o mesmo, e o mostrando que por ser considerado um herói, ele terá de tomar decisões difíceis. Todo robô necessita de reparos e melhorias, e Bako está encarregado dessa tarefa.

Sendo encarregado de ter melhorado o King Joe para Yoko e Haruki usarem, Bako é encarregado da construção e melhorias dos mechas da STORAGE, mas também é um piloto, e utilizou Sevenger em um dos episódios da série. Algo que me fascinou na série é o fato que todos os personagens acabam tendo uma influência para desenvolver melhor tanto Haruki quanto Z, desde coisas como ver o lado bom dos Kaijus, como ver os personagens tendo responsabilidade em suas ações. Esse tipo de influência não só melhora Haruki como pessoa, mas também o melhora como Ultraman.

A trilha sonora de Z é impecável, tanto a abertura quanto seus dois encerramentos são ótimos. Os temas das formas de Z também são ótimas músicas, cada uma combina com o momento em que está sendo tocada. O tema antigo de Ace que toca no episódio 19 também é ótimo, um ótimo remake da música do herói.

Z no total tem quatro formas adicionais, nas quais ele usa o poder das Ultra Medals para se transformar, são elas: Alpha Edge, uma forma focada mais em golpes de artes marciais, sendo uma das principais formas que Haruki utiliza; Beta Smash, a famosa “Strong Type” das formas dos ultras. Ela foca em ataques de Westling, e golpes pesados, sem dizer que sua aparência é uma referência a RedMan; Gamma Future, forma focada mais em ataques mágicos e ilusões; e óbvio que Z teria uma forma final, que no caso é a icônica Delta Rise Claw, ela é uma das Ultra-fusões mais fortes, com ataques variáveis, sendo desde de corpo-a-corpo a golpes cortantes, com sua lâmina e fiel companheira, Beliarok, uma adaga feita com o DNA e consciência de Belial. Beliarok não é uma simples adaga, ela é Z Delta Rise Claw tem um poder além da compreensão, porém a Beliarok não é necessariamente uma arma do bem, tendo momentos que a própria se deixa ser usada por aliens malignos. O único propósito da Beliarok é encontrar inimigos fortes.
Ultraman Z não foi uma simples série. A série deu um novo começo para a franquia, fazendo o mesmo que Ultraman Tiga fez em 1996, revitalizando a franquia e aumentando o alcance e a quantidade de fãs. Eu amei todos os personagens, a influência de cada um no desenvolvimento do protagonista é algo incrível. Ultraman Z nos presenteou com múltiplos momentos incríveis e emocionantes, e com acontecimentos inesperados, e por isso é uma ótima série de começo para os iniciantes em Ultraman, apresentando tudo o que eles necessitam saber, como quem é o Belial, e o que são os Ultraman. Essa foi uma das melhores séries de 2020, tendo um alcance maior que Kamen Rider Zero One e Kiramager. Vale muito a pena assistir essa série!

Bryano