Vivy: Fluorite Eye’s Song #6 | Sing my Pleasure

Vivy: Fluorite Eye’s Song #6 | Sing my Pleasure

Mais um ótimo episódio de Vivy!
Esse anime não cansa de surpreender.

Primeiramente, tenho que exaltar mais uma vez a produção. É simplesmente incrível e merece ser ressaltada em todos os textos, a animação, a direção, a música, etc. É tudo primoroso. Assim, nesse episódio tivemos a cena incrível da Diva pilotando uma nave feita pelo Matsumoto, lutando contra os robôs da fábrica enquanto a música da opening com a voz da Grace toca de fundo.

Uma coisa que estava receoso quanto ao anime é que não gosto muito dessa fórmula episódica, tem um drama pros personagens, mas acaba que não tem tempo suficiente pra se interessar e se apegar muito a eles, além de que eles aparecerão apenas em alguns episódios e não ficarão com você até o final. Porém esse episódio tirou meu medo, apesar que eu continue não gostando muito dessa fórmula, eu gostei do episódio quatro mas senti que deu muita ênfase para o drama da Elizabeth e da Estella. Já esse episódio conseguiu balancear melhor isso, e a ênfase ficou mais no desenvolvimento da Diva, que antes estava sendo abordado de uma forma um pouco mais sútil (não que isso seja ruim). Então, levando isso em conta, afirmo que o desenvolvimento da Diva foi ótimo e o drama da Grace serviu perfeitamente pra isso, foi uma IA que teve sua missão modificada, e isso claramente impacta a Diva.

Em certo momento do episódio vemos que a Diva tentou separar ela mesma entre Diva, a IA que vai cantar e fazer todos felizes com a música, e Vivy, a IA que vai impedir a guerra e destruir as outras IAs. Isso contrasta com a forma que ela agia até o momento, ela queria resolver as coisas da forma mais pacífica possível e evitar sacrificar outros para evitar a guerra, com essa separação ela tenta ser mais fria, resolver as coisas sem receio e tentar não se apegar aos que estão no caminho, para que não tenha que sofrer novamente com algo parecido ao que aconteceu com a Momoka ou a Estella. Porém, fica claro que ela não consegue fazer isso de fato, principalmente com os momentos finais do episódio, onde ela fica bem impactada com o suicídio do Saeki, e relembra todas as tragédias que aconteceram até o momento, a direção também fez um ótimo trabalho em passar tensão nessa cena.

Artic

Fã de Science Adventure, Madoka Magica, Monogatari e Nier que fala/escreve sobre o que gosta na internet e quer ser desenvolvedor de jogos.