A situação melancólica da MIBR

Tudo parecia um mar de rosas para a MIBR. O time estava voando, conseguindo vitórias improváveis e colocações ótimas em torneios fora do Brasil.
Só que alegria de torcedor da MIBR dura pouco, e dessa vez não foi diferente.
A escalação nova que estava jogando tão bem (composta por V$M, Lucas1, kNgV-, TRK e leo_drk) foi completamente desmanchada.
A MIBR não conseguiu manter a escalação e alguns dos jogadores comentaram sobre. 
O que teve mais repercussão foi Lucas1, comentando sobre a situação da negociação com o time em sua conta do Twitter:
“Cada um sabe a proposta que foi oferecida. A conta não tá batendo, conforme tá saindo na mídia. É a primeira vez que eu vejo uma organização não oferecer moradia/ajuda de custo estando fora do pais. É triste ter que expor isso. Desculpa, mas não posso ver tudo sem falar nada.” 
Cogu falou com o GloboEsporte sobre o assunto:
“Eu me senti como um m****, como um lixo, nessa negociação. Abaixaram 70% [do salário] de jogadores que já estavam e ofereceram um valor bem abaixo do que saiu na mídia (10 mil dólares). Foi um pouco mais da metade disso, a gente falou não, a gente não aceita isso e a nossa base é 15 [mil dólares]”. 
Fly afirmou que a nova lineup do MIBR será inteiramente formada por brasileiros, também ao site da Globo.
Agora é a hora da minha opinião sobre isso: a MIBR é um time extremamente rico, isso não tem discussão.
Eles vendem muito merchandising, além da line nova ter conseguido ótimos resultados (o que deve ter consequências muito boas financeiramente para o time).
O que custava ao time ter oferecido contratos melhores para manter seus jogadores?
Essa é uma pergunta que não tem resposta. Mas, na minha visão, os fãs tem toda a razão do mundo em estarem bravos com a incapacidade da administração de manter um time tão bom.

Vitto

Após fracassar em conseguir uma armadura de bronze, decidiu escrever sobre cultura japonesa. De vez em quando sai algo bacana. Já te disse que tenho um blog?